Estrias

O que são estrias?

As estrias caracterizam-se por um rompimento das fibras elásticas que sustentam a camada intermediária da pele, formada por colágeno e elastina (responsáveis pela sua elasticidade e tonicidade). As estrias afectam homens, mulheres em idade adulta ou durante a adolescência, mulheres no transcorrer da gestação, e até mesmo crianças. As estrias geralmente são comuns nas mamas, quadris, culotes, coxas e nádegas. Cerca de 90% das mulheres atuais desenvolvem estrias durante a gravidez. A pele com estria possui colágeno e elastina, mas de forma totalmente desorganizada. Por isso, é mais importante fornecer substâncias que ajudam na reorganização destas duas proteínas, para que elas voltem naturalmente à sua disposição na pele.

Qual aspecto da pele com estrias?

Apresenta-se de cor avermelhada (estria nova), ou esbranquiçada (estria antiga), como uma linha estreita ou larga deprimida com a pele fina e levemente enrugada.

Objetivo do tratamento:

  • Nivelar o máximo possível o tecido danificado com pele normal;
  • Melhorar a coloração das estrias na tentativa de aproximar da coloração da pele normal;
  • Afinar, ou seja, aproximar as bordas das estrias tornando-a menos visíveis;
  • Melhorar o aspecto flácido, enrugada da pele danificada.

Tratamento proposto:

Intradermoterapia – Consiste na injeção intradérmica de substância que fazem parte da pele normal (ácido hialurônico, elastina, silício orgânico entre outros), prepara-se uma mistura no qual é injetada em cada estria. Resultado mais eficaz ocorre nas estrias de crescimento, de musculação, novas ou antigas. Este resultado já é observado na primeira sessão, às aplicações ocorrem com intervalos de 21 dias, média de 4 a 5 sessões, com restrição ao sol.

Eletrofulguração associado à Intradermoterapia – Feito através de micropunctura da pele com eletrocoagulação com a finalidade de firma a pele enrugada, posteriormente complementada com intradermoterapia conforme citado acima.