Tratamento de Varizes

O que são varizes?

Varizes, ou veias varicosas, são veias dilatadas, alongadas e tortuosas. Além de serem prejudiciais à estética, as varizes podem causar dor, cansaço e sensação de peso nas pernas. As varizes aparecem mais comumente nas pernas, porém podem ocorrer em outras partes do corpo. A circulação sanguínea fica dificultada e pressão aumenta nestes vasos com isso a dilatação torna-se cada vez maior.

Fatores que levam a formação de varizes:

A genética tem influência no aparecimento de varizes, além disso, pessoas do sexo feminino e de mais de 30 anos de idade são mais susceptíveis. Também há maior propensão de desenvolvimento de varizes durante a gravidez. O uso de pílulas anticoncepcionais e a reposição hormonal podem aumentar a probabilidade de varizes. Outros fatores que contribuem para o aparecimento de varizes são: obesidade, sedentarismo e tabagismo.

Como prevenir as varizes:

  • Fazer atividades com regularidade;
  • Repousar com as pernas elevadas ao final do dia;
  • Manter-se no peso adequado;
  • Evitar o uso de anticoncepcional caso haja indício de hereditariedade para a formação de varizes.

Como funcionam os agentes esclerosantes:

Os medicamentos esclerosantes causam um dano nas paredes vascular e isto varia de acordo com o agente esclerosante escolhido pelo médico. Este dano pode ocluir total ou parcialmente os vasos aplicados, portanto, mais de uma sessão no mesmo vaso pode ser necessária para oclusão total.

Diferentes agentes podem ser utilizados em um mesmo paciente na dependência das características do vasos, cor de pele e região a ser tratada. Para seu sucesso, é necessária a avaliação médica e a informação dos riscos e benefícios, bem como a escolha do medicamento adequado, mas principalmente, dependerá também da atitude do paciente, pois, este deve ter em mente que as respostas variam em conformidade com os seu próprio organismo; podendo, ainda, algumas áreas tratadas mostrarem ótimos resultados e outras com resultados não tão satisfatórios.

Objetivo do tratamento:

Tratar vasos varicosos em seus diferentes graus de comprometimento (“aranhas vasculares”, vasos de pequeno e médio calibres) através da injeção de substâncias esclerosantes no interior destes, eliminando ou melhorando este vasos.

O que esperar do tratamento:

O tratamento é lento e gradativo, necessitando obrigatoriamente de várias etapas até se obter o melhor benefício possível. Ou seja, locais anteriormente aplicados, após respeitado o intervalo de mais ou menos 45 dias, poderão necessitar de nova aplicações. Em média, a partir de 14 dias inicia-se o processo de melhora, que é observado semanalmente até se alcançar os 45 dias, onde serão reavaliados e poderão ser reaplicados conforme necessidade. Importante deixar claro que não haverá resolução total com somente uma aplicação. Em caso de resposta insatisfatória ou de pouca resolução, os agentes esclerosantes podem ser modificados a cada sessão, procurando-se obter melhores resultados, porém, tudo de acordo com as limitações individuais e decisão médica.

Em nenhum momento é garantida a melhora total e definitiva do quadro, principalmente porque depende de vários fatores endógenos (do próprio organismo) até mesmo exógenos (fatores externos), entre eles: fator genético,  uso de anticoncepcionais, gravidez, tipo de vaso, tipo de trabalho, atividade física pesada e entre outros.

Quando fazer a cirurgia?

Pode ocorrer a necessidade da associação de cirurgia, antes ou após a escleroterapia, para melhorar os resultados finais. Em alguns casos antes da cirurgia na dependência do calibre do vaso a microespuma poderá ser utilizada na tentativa do fechamento de vasos mais grossos, caso não ocorra a opção será cirúrgica.

O que é a Microespuma?

Consiste na injeção de um agente esclerosante mais potente é espumoso (Polidocanol) é indicado para o tratamento de vasos varicoso de calibre maior no qual a escleroterapia normal não seria capaz de resolver.

Complicações podem ocorrer?

Apesar de pouco frequente podem ocorrer os seguintes sintomas temporários, durante ou após a aplicação: Dor – Edemas – Vermelhidão – Pigmentação da pele – Úlceras (raramente) e hipersensibilidade local.